Receita MÁGICA para limpar seus tesouros de PRATA!

Receita mágica para deixar seus objetos de prata limpinhos!

Receita mágica para deixar seus objetos de prata limpinhos!

Testado e aprovado!

A Ly fez e deu certíssimo. E não precisou comprar nada, pois tinha tudo em casa.

Quer ver suas bijus de prata limpas e brilhantes?

Então vamos à receitinha mágica!

Ingredientes:

-1 colher de sobremesa de fermento em pó

-1 colher de sobremesa de sal

– 1 xícara (250 ml) de água bem quente, suficiente para cobrir as peças.

– Papel alumínio

Modo e fazer:

Escolha uma tigela média de vidro ou porcelana e forre com papel alumínio.

Coloque o fermento e o sal e misture.

Aqueça a água e coloque na tigela com cuidado, pois vai espumar um pouquinho.

Em seguida, coloque as peças que vão ser limpas, de maneira a ficarem totalmente submersas na solução.

Agora deixe uns 20 minutos de molho, ou até as peças ficarem bem limpas e enxague bem com água corrente.

Enxugue com um pano bem macio, para não riscar as peças e pronto!

Agora é só usar.

Para a limpeza de talheres ou peças maiores, escolha uma travessa grande e duplique/triplique a receita conforme a necessidade.

Você também pode usar assadeiras de alumínio, que substituem à travessa e o papel alumínio com a mesma eficiência.

Dica importante – não aconselhamos fazer essa receita para peças que tenham pedras coladas e nem para peças que tenham pérolas, que podem ser danificadas.

VINAGRE – O grande aliado na conservação de nossa casa – I

Já falamos anteriormente sobre os benefícios do vinagre no dia a dia da nossa casa. São muitos e pudemos comprovar mais uma vez como o vinagre pode ajudar na conservação de nossas roupas.

Lavar as roupas com vinagre branco amacia a fibra das peças e conserva as cores. Usar em conjunto com o sabão e o amaciante ou substituindo o amaciante, o vinagre garante uma lavagem perfeita, deixando as roupas brilhantes e gostosas de usar.

Acrescente uma xícara de vinagre (200 a 250 ml) na lavadora a cada lavagem e veja o resultado.

  • O vinagre dá vida às cores fortes, evita desbotamento e tira manchas recentes da roupa. Colocar vinagre branco diretamente sobre uma mancha de comida antes de lavar, substitui o uso de tira manchas.
  • Também atua no branqueamento das peças brancas, ajudando na remoção de amarelados oriundos de mofo, roupa guardada e de desodorantes.
  • Deixar as roupas de molho com vinagre branco e agua morna deixa a roupa mais branquinha.
vinagre em roupas

Dica: vinagre para lavar roupas!

Muito importante: nenhuma das utilizações, o vinagre deixou cheiro.

Gostou? Aguarde que tem mais assunto sobre o vinagre!

Férias das crianças terminando? Hora de fazer arrumação!

As férias vão chegando ao fim, as famílias começam a se preparar para voltar para casa, termina aquela viagem dos sonhos! Preparados para voltar à rotina de trabalho e estudos? Nunca estamos, né? Mas uma coisa é importante sempre estarmos preparados: deixar nossa casa arrumada, livre das “tranqueiras”que vão se acumulando e deixando nossos armários e gavetas abarrotados!  Quem tem criança, sabe! Elas crescem e “perdem” roupas e sapatos. Brinquedos quebram. Pecinhas de jogos espalhadas por diversos armários e caixas. As crianças enjoam de bonecos e carrinhos…enfim, uma montanha de coisas dentro do armário que literalmente cai na sua cabeça quando você abre a porta!

Então mãos-à-obra e aproveite as semaninhas que a criançada ainda está em casa e peça ajuda na arrumação.

Roupas/Sapatos: vasculhe as gavetas e prateleiras em busca do que já não serve mais. Lave e guarde o que vai virar herança para irmãos e primos menores. Do que sobrar, separe o que está em estado de novo e pode ser vendido, do que está usadinho e você acha que tenha condições de doar. Se tem funcionários na casa – que podem levar as doações – melhor. Se não, busque uma instituição e doe. O que você achar que tem condições de ser vendid, você pode levar para os mais diversos brechós da cidade – tem aqueles com loja e tem os virtuais. Veja o que pode virar pano de limpeza! Aquela camiseta da malha que está a ponto de ser jogada fora de tão manchada ou rasgada pode virar um excelente pano para móveis ou pano-de-chão. Quando for arrumar as gavetas e prateleiras, procure organizar por tipo de roupa: camisetas em uma gaveta, shorts e calças em outra, cuecas/calcinhas e meias em outra e assim por diante. Para os mais organizados, pode ainda colocar etiquetas para ajudar a criança a achar o que precisa e a sua funcionária, a manter arrumado. Evite pendurar roupa em cabide onde seu filho/filha não alcança!

Brinquedos e jogos: Retire TUDO de caixas e prateleiras e espalhe pelo chão. Pegue 4 sacos de lixo de 100 litros/cada. Peças quebradas, pilhas velhas vão direto pro saco do LIXO – se reciclar, separe as pilhas em um saquinho menor. Separe os brinquedos por categoria: bonecos, carrinhos, jogos de montar, kits de pintura/artes, etc. Se você for do tipo democrático, cuidado para não abrir muitas concessões e acabar sem se livrar de nada! Explique que você precisa abrir espaço para os brinquedos que vão vir nas próximas datas como aniversário, Dia das Crianças e Natal e que se as caixas e armários continuarem lotados, não vai dar para ganhar mais brinquedos! Peça para as crianças escolherem 3 dos brinquedos prediletos em cada categoria. Em seguida, peça para eles pegarem mais 1 de cada categoria que, apesar de não fazer parte dos prediletos, eles não querem se desfazer. Do que sobrou, separe em um dos sacos aqueles que você vai deixar de HERANÇA para irmãos e primos menores. Agora você pode liberar as crianças e continuar a arrumação sozinho (a). Do que sobrou, vá juntando as peças que compões jogos e brinquedos de montar. As peças que não fazem conjunto e não têm utilidade sozinhas, vão para o saco do lixo. Os brinquedos em perfeitas condições, com um certo valor, podem ser vendidos. Separe-os no saco VENDER. Brinquedos quebrados, mas que têm conserto podem ser doados. O que estiver em péssimas condições como bonecas sem braços, carinhos sem roda, etc, devem ir pro LIXO – o que for reciclável pode ir para a lixeira específica.

Kits de arte: Lápis, caneta, toco de giz de cera, pincéis, aquarela, tintas, palitos…Aqui nada se perde! Junte tudo, por tipo, em saquinhos plásticos tipo Zip e coloque em uma caixa bonita de madeira ou em caixas de sapato que as crianças podem decorar. Sempre vai haver oportunidade para construir sucatinhas e outras obras-primas! As massinhas de modelar ressecadas e os toquinhos de lápis que não dá mais para apontar vão para o lixo reciclável.

Na hora de guardar: para o que não vai em armários ou prateleiras, abuse das caixas organizadoras transparentes com tampas! Organizam tudo por categoria, são fáceis de lidar pois você consegue identificar rapidamente o conteúdo e ainda ajudam a decorar!

Bom, isso não é tudo, mas já é um começo! Você vai ver quanto espaço vai liberar e, melhor de tudo: a criançada vai aproveitar muito mais o que sobrar, pois na hora de se vestir vai achar com mais facilidade o que mais gosta e que ainda serve e, na hora de brincar, vai VER os brinquedos que realmente gosta, pois não estarão enterrados no meio da bagunça! Além disso, levando coisas para vender no brechó, ou você sai com uma graninha, ou compra outras coisas bem legais para as crianças, que você sabe que elas vão usar!

COURO E INVERNO: dupla chiquérrima!

Com a chegada dos dias frios e úmidos, logo nos vemos procurando por casacos e jaquetas de couro, sem falar nas botas que nos esperam pacientemente durante o verão. Essas peças que ficaram mais de 6 meses sem ver a luz do sol precisam de alguns cuidadinhos antes de figurar magnânimas em nossas produções. Tire suas peças de couro do armário e deixe-as respirar por um dia em local arejado e claro. Não exponha diretamente ao sol, pois o couro é uma pele natural, sujeita a manchas assim como a nossa pele. Para as peças de couro liso, depois de arejadas, passe um pano seco (pano de pó é ótimo), a fim de tirar o pó acumulado – além de limpar, vai devolver o brilho natural da peça. Se nessa operação você perceber machas, umedeça um pano limpo sem felpa (sem fiapos) e passe na mancha. Deixe novamente secar em local arejado e passe o pano seco novamente em toda peça. Se a mancha persistir, a única coisa que você pode tentar fazer em casa, sem causar danos à peça, é diluir um pouco de sabão neutro líquido ou xampu de bebês, em um pouco de água e esfregar gentilmente na mancha. Depois, tire o sabão com um pano úmido apenas com água. Se ainda assim a mancha não sair, leve sua peça em uma lavanderia especializada em couros. Se o couro estiver ressecado, aplique vaselina liquida – derrame um pouco de vaselina em um pano limpo e seco, sem encharcar e passe de maneira homogênea por toda peça. Não se prenda em um único pedaço, assim você evita manchas ou diferenças de brilho e textura.

Para camurças e nobuck, depois de arejadas, as peças devem se escovadas com escovas de metal ou com cerdas duras, sempre na mesma direção; não use pano úmido e nenhum produto químico. Para esses materiais, aconselhamos levar em lavanderias especializadas para se tirar manchas, devido à dificuldade de se manter a peça homogênea, sem danos localizados.

Lembre-se sempre que o couro é uma pele natural, que possui poros e requer todos os cuidados que a nossa pele precisa – contato com o ar, hidratação, proteção contra produtos químicos e contra o sol. Por isso precisa de uma atenção especial quando usado –  certifique-se de que todas as peças possuam forro – o contato direto com o suor da pele que é gorduroso, provoca manchas difíceis de serem removidas. Na falta de forro, use camisetas e meias como opção. Se você tomar chuva com seu casaco, bota ou bolsa, não se desespere – ao chegar em casa, passe um pano absorvente por toda a peça e deixe-a secar em local arejado. Evite opções artificiais como secadores de cabelo ou secadoras de roupa – o ar natural e um dia de descanso resolverão o problema. Se a chuva tiver sido muito violenta, você pode colocar a peça no sol, por pouco tempo, coberta com um lençol para protegê-la. Nunca guarde uma peça de couro úmida em seu armário. Também não guarde em capas ou sacos plásticos que impedem a respiração: prefira o TNT ou deixe-os ao natural. Você pode guardar casacos e jaquetas do avesso, desde que em cabides revestidos, para não marcar o couro. Também evite dobrar o couro, pois as dobraduras podem marcar a peça definitivamente. No caso de bolsas, guarde-as na vertical, se possível com enchimento interno. Se você precisar passar uma peça de couro faça-o com muito cuidado, com ferro morno e com um tecido de proteção.

O mercado oferece produtos prontos para a limpeza e conservação de couro, camurça, napa e outros materiais naturais – se optar por eles, leia muito bem as instruções ou converse com o fabricante, pois o uso incorreto pode causar danos irreversíveis à peça. E na dúvida de como cuidar de sua peça, procure as lavanderias especializadas – apesar do custo mais alto, vale o investimento em uma peça que faz a diferença no visual do dia a dia, não acha?

ESPANADOR ELETROSTÁTICO: INDISPENSÁVEL!

Adeus poeira mesmo! Na correria do dia a dia, vale à pena investir nesse super acessório da limpeza doméstica. O espanador eletrostático vai sumir com a poeira de móveis, objetos e equipamentos, sem espalhar o pó pelo ambiente, ajudando na prevenção de doenças respiratórias e prejuízos a equipamentos eletrônicos. Suas cerdas de material acrílico, ao serem friccionadas, a poeira grude nelas. Proporciona rapidez na limpeza e tem muita durabilidade. Para limpá-lo, basta batê-lo dentro do saco de lixo ou lavá-lo. São vários os modelos e cores.

Alguns possuem cabos longos a fim de auxiliar na limpeza de lugares altos ou de difícil acesso. São excelentes para limpar lustres, molduras de quadros, sancas e os cantos da parede com o teto. O espanador eletrostático é encontrado em lojas de utilidades e também é vendido por ambulantes nos sinais de trânsito a preços que variam de R$ 10,00 a R$ 30,00.

Vale a pena adquirir um! Você vai gostar!

LIMPE SEU COLCHÃO DE FORMA EFICAZ E ECONÔMICA

Muito se escreve sobre o acúmulo de microorganismos e sujeira em nossos colchões – há estudos que afirmam que depois de alguns anos, 10% do peso total do colchão é formado por ácaros, poeira e partículas orgânicas. A antiga receita de deixar o colchão sob o Sol e bater com uma raquete ainda é válida, mas nem todos temos espaço ensolarado para expor nossos colchões e há quem diga que deixar sob o Sol e bater ajuda, mas não é a alternativa mais eficaz. Para garantir noites tranqüilas, sem tantos espirros e narizes entupidos, podemos: trocar o colchão periodicamente, contratar uma das muitas empresas que prometem limpar e desinfectar completamente os colchões ou então, cobri-los com capas especiais, adquiridas em lojas especializadas para alérgicos. Se você está precisando limpar seus colchões de forma eficaz, mas não pode gastar muito dinheiro, segue aqui uma dica bem simples para limpar colchões, que funciona e pode ser realizada em casa, por você mesma ou uma funcionária, sem gastar muito . O ideal é usar produtos  industrializados como FunBac, Lysoclin Spray ou Lysoforme Spray (Lysol), que custam em média, menos de R$ 30,00 a unidade, vêm em embalagens práticas para a aplicação e têm uma concentração segura e eficaz do princípio ativo que mata os ácaros. Retire a roupa de cama e pulverize o colchão – todos os lados, inclusive as laterais. Não precisa encharcar. Deixe secar, por algumas horas, de preferência no quintal ensolarado – se você for uma das privilegiadas que têm espaço com Sol,  ou na varanda/área de serviço. O importante é deixar em um lugar bem ventilado – para acelerar o processo, pode usar um ventilador. Depois de bem seco, passe o aspirador no colchão usando a ponteira especial para estofados. Seja bem vigorosa nesta etapa, aspirando TODO o colchão – invista bastante tempo nesta etapa, para retirar a maior quantidade possível de sujeira. Em seguida, deixe o colchão arejar mais um pouco e pronto!  Aproveite para virar o colchão quando for recolocá-lo na cama – instalando a parte que estava virada para baixo, desta vez, virada para cima.

Bom Trabalho!

Obs.: Depois de implementar esta dica, participe de nosso site. Deixe seu comentário!

REMOVENDO A SUPER COLA

Nós adoramos as super colas – mais conhecidas pelo nome comercial “Super Bonder”. Colamos tudo pela casa: vasos, bijuterias, brinquedos, enfim, nada escapa de uma tentativa de ser consertado! As super colas são reconhecidas mundialmente pela potência, rapidez e versatilidade de uso. São colas tão fortes e que colam tão rapidamente que é comum a gente colar os próprios dedos ou até mesmo colar as partes desencaixadas. Mas não há porque desesperar! Se você não tiver em casa a versão “descola tudo”  do mesmo fabricante da Super Cola, use ACETONA! Basta aplicar um pouco de acetona com um cotonete sobre o local que deseja descolar e cuidadosamente ir descascando a cola até separar as partes. Se for sua própria pele, vá descascando cuidadosamente a cola, à medida que aplica o cotonete com acetona. Não arranque de uma vez, para não machucar a pele. Depois de separar a pele, lave com água morna e sabão. Se demorar para descolar, deixe seus dedos submersos, não force para descolar, isso só irá machucar sua pele.

Se quiser remover a super cola de outras superfícies, seguem algumas dicas adicionais:

(a)  Tecidos: aplique a acetona com uma escovinha de dentes. Vá removendo as camadas, dos dois lados do tecido. Mas tenha em mente que não vai sair por completo. (b)  Mesas, bancadas e chão: aplique a acetona para amolecer a cola e vá raspando até sair. Se a superfície tiver algum verniz, infelizmente  vai remover o verniz também.(c)  Vidros: por incrível que pareça, não se recomenda colar vidro comum com as Super Colas – estranho né?…Anyway, se quiser separar as partes, deixe de molho em água morna.

Para evitar acidentes com seus móveis ou toalhas de mesa prediletos, cubra a área de trabalho com papel alumínio, antes de começar a usar sua super cola.

IMPORTANTE: Se algum acidente mais grave ocorrer, como colar lábios, olhos ou outras partes mais sensíveis, lave imediatamente com sabão e bastante água. Entre no chuveiro e lave continuamente até que consiga, cuidadosamente descolar as partes. ATENÇÃO, não faça força para descolar. Se as partes não descolarem, vá ao pronto-socorro.