CONSTRUINDO, REFORMANDO E DECORANDO COM BAMBU

Dos materiais renováveis utilizados na construção ecológica, o bambu se destaca, principalmente porque é um recurso renovável, de baixo custo e pouco poluente. A partir do terceiro ano após o plantio, o bambu pode ser colhido anualmente – uma árvore demora no mínimo 20 anos para poder ser aproveitada na produção de madeira ou carvão – e pode ser plantado em áreas onde a agricultura é inviável. O bambu cresce rapidamente e durante todo o ano, além de ser mais barato do que a madeira.

Por ser um material de fácil manipulação, o bambu permite desenvolver inúmeras utilizações. Antes, muito usado no campo, agora vem se popularizando no meio urbano cada vez mais presente nos projetos arquitetônicos, paisagísticos e no design de mobiliário e objetos de decoração. Com isso, conseguimos estruturas, recursos decorativos e utensílios mais leves, mais baratos e ecologicamente corretos.

Outra maravilha que pode ser feita com bambu é papel. A fibra é comprida, cresce depressa e é mais forte do que a de eucalipto. O papel de bambu é mais resistente, e o custo da plantação por hectare é cinco vezes menor do que o custo da produção de eucalipto. O Brasil é o único país das Américas a ter uma grande indústria de papel de bambu, plantado principalmente no Maranhão. Pouco valorizado no Brasil, o bambu é considerado na Ásia uma dádiva dos deuses, ouro verde das florestas e amigo do homem, onde sua produção e utilização são uma das forças da economia. Por isso, encontramos verdadeiras preciosidades em móveis e objetos de decoração importados, provenientes daquela região.

O bambu é facilmente conservado com pano úmido e se em contato com o tempo, uma camada de selante ou verniz é a solução para garantir o brilho e a durabilidade do material. Se você está pensando em reforma, não deixe de incluir o bambu em seu projeto.

Anúncios

CARA NOVA PARA SUA CASA 1

casa1Com a chegada do fim do ano, sempre aparece aquela vontade de dar uma renovada em alguma coisa na nossa casa. O nosso lar, onde passamos grande parte do tempo, que tem o nosso jeito, o nosso cheiro, aquele canto onde a gente se sente bem em todas as horas. É nesse canto que guardamos estórias passadas e fazemos planos futuros.

Dar uma renovada na casa ou em algum espaço da casa não é como renovar o armário – tem um custo maior e envolve uma rotina diferente – pesquisa de tendências e materiais, consulta aos familiares e à conta bancária, busca de fornecedores de qualidade – enfim, uma dedicação maior do que ir ao shopping comprar uma bolsa nova.

A casa da gente não muda de lugar, não sai correndo – está sempre nos esperando aconchegantemente, ali, no mesmo lugar. Então, não há pressa. O gostoso é ver o resultado final e  curtir com orgulho a novidade, pela beleza e pelo conforto que podem proporcionar.

Pode ser uma reforma radical ou pode ter umas mudancinhas simples, mas visíveis e gratificantes para toda a família.

casa2

casa3

Nesse espaço vamos sugerir algumas possíveis ações para quem não quer encarar uma reforma radical, mas deseja dar uma renovada no visual do seu lar.

A primeira dica: mude os móveis de lugar. Aproveite um fim e semana quando todos podem ajudar – faça um layout novo para sua sala que há anos está do mesmo jeito. Saia da sala e retorne novamente. Olhe atentamente e pense como ela ficaria se o mobiliário mudasse de lugar. Se estiver sem idéias, nada que uma boa revista de decoração não possa ajudar! Você pode se inspirar na casa de uma amiga, cujo ambiente você achou muito confortável e até num cenário de novela.

casa4

Agora que já mudou tudo de lugar e deixou sua sala como nova, descanse! Você já deu uma grande passo para a mudança desejada.

No próximo artigo traremos outras dicas para ajudar a dar cara nova para sua casa.