Como deixar as roupas mais macias e mais cheirosas? Fácil, fácil!

towels3

Depois que o marido reclamou que as toalhas de banho não estavam mais macias, a Ly correu para ver o que estava acontecendo.

A primeira coisa que fez, foi lavar as toalhas acrescentando uma xícara de vinagre branco na máquina de lavar, conforme uma das dicas já publicadas no Mily1idéias. Isso já fez uma boa diferença. Outra providência foi fazer uma mistura para passar as toalhas que sua diarista disse usar na casa de outra patroa.

Comparando essa mistura às muitas dicas da Internet, a Ly conseguiu uma “fórmula” caseira que deu certo e é mais econômica que as industrializadas. Veja como fazer:

Em um litro de água, misture uma xícara de chá do seu amaciante preferido e a mesma medida de álcool líquido. Coloque em um frasco borrifador e use ao passar suas roupas.
As toalhas de banho ficarão mais macias, além de suavemente perfumadas.

A Ly usou álcool liquido etílico que tinha em casa, mas já soube que se usando álcool de cerais, a mistura dá ainda mais resultado, pois o álcool é mais puro e de aroma bem mais suave. O álcool de cereais é encontrado em lojas de produtos naturais e casa de essências.

A Ly vai testar e comparar as misturas. Aguardem, que vamos falar mais sobre isso.

Anúncios

Olha o VERDE aí chegando !

Já é possível ver em algumas lojas, tops na cor verde como novidade da estação. Com as liquidações bem adiantadas, muitas marcas já começam a incluir pitadas de inverno para mostrar algo diferente e parece que o verde é a cor da vez. Se você tem peças na cor VERDE em seu armário, inclua todas elas no seu dia a dia, a partir de agora. Usando da maneira certa, você estará “up to date” com as tendências do Inverno 2013.

Seguindo os lançamentos europeus, as variantes verde folha e verde militar foram recicladas e incluídas na nova cartela de cores. Aliadas ao preto, marrom e Off White, vão compor um look casual e também chique para o dia e para a noite da nova estação.

Mas e agora, em pleno verão?

Abuse de tops na cor verde com bermudas e calças jeans de lavagem clara e complemente com acessórios prata e prata velho. Para um look mais chique, coordene com bermudas e calças brancas e adorne com joias e bijus douradas.

Se tiver no armário, não precisa gastar. Depois do carnaval, vale a pena dar um pulo nas lojas, para se atualizar.ImagemImagem

VINAGRE – O grande aliado na conservação de nossa casa – I

Já falamos anteriormente sobre os benefícios do vinagre no dia a dia da nossa casa. São muitos e pudemos comprovar mais uma vez como o vinagre pode ajudar na conservação de nossas roupas.

Lavar as roupas com vinagre branco amacia a fibra das peças e conserva as cores. Usar em conjunto com o sabão e o amaciante ou substituindo o amaciante, o vinagre garante uma lavagem perfeita, deixando as roupas brilhantes e gostosas de usar.

Acrescente uma xícara de vinagre (200 a 250 ml) na lavadora a cada lavagem e veja o resultado.

  • O vinagre dá vida às cores fortes, evita desbotamento e tira manchas recentes da roupa. Colocar vinagre branco diretamente sobre uma mancha de comida antes de lavar, substitui o uso de tira manchas.
  • Também atua no branqueamento das peças brancas, ajudando na remoção de amarelados oriundos de mofo, roupa guardada e de desodorantes.
  • Deixar as roupas de molho com vinagre branco e agua morna deixa a roupa mais branquinha.
vinagre em roupas

Dica: vinagre para lavar roupas!

Muito importante: nenhuma das utilizações, o vinagre deixou cheiro.

Gostou? Aguarde que tem mais assunto sobre o vinagre!

Babados e mais babados!

Estamos entrando na estação das pregas, franzidos e muitos babados…Os babados se renovam, trazendo de volta uma forma mais feminina, mais sensual e misteriosa. Esses detalhes que dão volume a uma peça, estão na moda e estão sendo vistos em blusas, saias, vestidos, nos mais diversos cortes e formatos. Além de volume, proporcionam movimento em decotes, golas ou barras. Seja em peças de malha, ou em tecidos mais elaborados, não importa, o detalhe faz a diferença; em golas, punhos, barras ou mesmo no corpo da peça, quanto mais bem desenhados, mais bonitos. Os babados estão lisos e dão glamour ao look, mas também bordados. Alguns tem pequenos apliques, como botões, fuxicos, laços, e são sempre responsáveis por dar ao visual, um ar de “feito á mão”.

Os babados favorecem mais as peças do que o corpo – porque? Porque devem valorizar e não exagerar. Babados devem dar volume, então evite usá-los onde já exista muito volume.

Os babados estão presentes nas bolsas e carteiras também e com que força!! Sejam de couro, tecido ou material sintético, os babados deixam esses acessórios mais femininos e mais desejáveis.

Se já tem no seu armário, reuse qualquer peça do passado. Se não tem, vai ser muito fácil encontrar essa tendência, pois está em todas as vitrines.

Liquidações! Você sabe aproveitá-las?

Liquidação é mesmo “tudo de bão”, não? Término de coleção, mudança de estação e os lojistas correm para remarcar os produtos que tem na loja, dando espaço às novidades. Para eles, quanto mais rápido venderem seus estoques, mais cedo podem mostrar suas apostas da nova estação e sair na frente na conquista de mercado e, claro,  na conquista de VOCÊ! Marcas que tem coleção definida, com produtos elaborados e que gostam de se antecipar nas informações de moda para seus clientes, iniciam sua liquidação mais cedo, quase sempre uma semana antes dos demais. Nessas lojas, você vai encontrar muita coisa que queria ter comprado antes, e agora vai poder adquiri-las mais barato – e com grade de tamanho e cor. Nelas, a chance de fazermos boas aquisições é muito grande. Os descontos começam com 30 e 40% e apesar de não ser como na  queima total dos últimos dias de liquidação em shoppings, já trazem um diferencial de preço muito bom.  Aconselhamos você a não esperar que a marca abaixe mais seus preços, pois se o fizer, a chance de você não encontrar o que quer é enorme. Os lojistas são espertos e não querem perder – se fizerem um segundo corte nos preços, é porque tem muito pouca coisa boa ainda para oferecer. Nós, que garimpamos boas oportunidades e gostamos de exclusividade, vamos dar umas dicas:

Os descontos de 30% geralmente são dados para produtos mais básicos ou mesmo clássicos, aqueles que podem ser usados muitas e muitas vezes, sem parecer que são desta ou daquela coleção – ou seja, você está sempre atualizada e ninguém vai saber que você aproveitou uma ofertinha.

Já os descontos de 40%, geralmente são dados para aquelas peças que marcaram a coleção com informações da tendência de moda apostada na estação, ou seja, você corre o risco de, se não foi vista antes com a peça, parecer que comprou na “SALE” da marca.  Se você não se preocupa com nada disso, abuse das compras nessa época, pois vai encontrar no seu tamanho e cor preferida.

Os descontos de 50% começam depois das vendas iniciais da Liquidação, e são aplicados para produtos que micaram na coleção, seja por modelagem, cores, estampas ou mesmo para aqueles que já venderam e acabaram por ficar só com poucas peças. “Garimpe” muito bem e não compre por impulso – a chance de você comprar algo que não precisa e que vai ficar esquecido no armário é bem grande.

Os descontos acima de 50% – bom, esses são para os restos, a sobra da sobra. Essa faixa de desconto é usada pelos lojistas nos últimos dias de liquidação para fechar a campanha e limpar as lojas. Nesse momento, sorte é tudo, pois encontrar algo bacana não é fácil. É aqui que gastamos o que não podíamos e levamos o que não queríamos. Cuidado!

Outro conselho importante – quando comprar presentes na “Liquidação”, seja cuidadosa – procure acertar, pois o lojista quase nunca vai querer trocar! Seu presenteado pode passar por uma saia justa e não querer olhar de novo para você.  Uma dica – se você achar algo realmente muito legal e quiser mesmo presentear alguém, faça um embrulho diferente, bem pessoal – capriche mesmo! Não use a embalagem da marca e retire as etiquetas de códigos e preços; isso inibirá o presenteado de fazer a troca, pois nós, ávidas pelo consumo, sabemos que sem etiqueta ou sacola da marca, muita loja não faz trocas. Enfim, o telemarketing das lojas ajuda muito para sabermos qual a hora certa para adquirirmos boas peças em “Liquidações”; não deixe de preencher o seu cadastro na hora da compra, pois a vendedora irá lhe procurar depois, para avisar das melhores ofertas. O início da Liquidação sempre é o melhor, por isso, esteja atenta aos adesivos de vitrines que sinalizam seus descontos antes do inicio das campanhas dos shoppings. Isso vale para qualquer marca, sejam griffes de ponta ou lojas de departamentos. Essas últimas também vêm antecipando suas remarcações e você pode estar certa de que encontrará produtos muito legais em suas filiais.

Use as dicas, boa sorte e boas compras!

VISUAL DE INVERNO: XALE, LENÇO, ECHARPE, CACHECOL

Não importa como chamamos, eles brilham nas produções de inverno, apesar de serem excelentes complementos para qualquer visual, sob qualquer temperatura. Como mencionamos anteriormente, as golas falsas serão o “in” desse inverno, como um acessório marcante e agradável para os dias mais frios. Mas, se você não quer investir nas golas prontas, corra até suas gavetas e procure pelos cachecóis, xales, lenços, echarpes e foulards que vem guardando desde sempre e comece a usá-los. Antes de qualquer coisa, vamos tentar definir aqui a diferença entre as diversas denominações dadas para esse pedaço de pano que usamos em volta do pescoço, seja para proteger, seja para enfeitar.

O mais conhecido, o lenço, tem formato quadrado e é confeccionado com tecido leve. Também conhecido como foulard, tem medidas que variam do 40x40cm ao 90x90cm.

Também feita em tecido leve, a echarpe tem o formato de faixa, onde o charme está no comprimento e no número e voltas que pode dar ao redor do pescoço. Tem uma função mais decorativa, usada como um complemento elegante e original.

Se esta faixa for feita de tecido grosso, mais pesado, nós a chamamos de cachecol e geralmente é usada para agasalhar e proteger o pescoço. As mais comuns são feitas em tricô e crochê ou com tecidos fiados com lã e poliéster.

O xale tem dimensões maiores e formatos diversos – triangular, retangular e quadrado – e podem envolver uma parte maior do corpo. Geralmente são confeccionados com tecidos de lã ou feitos em crochê e tricô, mas mudam de nome, quando são feitos com a pashimina, um fio finíssimo de lã, que dá à peça pronta um brilho e suavidade especiais e ainda possibilita que seja usada de mais maneiras que o xale.

Vale lembrar que, apesar de muito vistos em volta do pescoço, as echarpes e os cachecóis também podem ser usados como cintos e faixas, em cima de tops e camisas ou no cós de calças e saias. O que vale é a originalidade – ser diferente e elegante a qualquer hora do dia.

Mas se você for clássica e preferir o “old fashion way”, consulte o link abaixo e veja as muitas maneiras de usar esse acessório atemporal e criativo. E não esqueça de incluir um broche na produção de seu lenço ou echarpe – está na moda, deixa seu visual mais sofisticado e mostra que você está bem antenada com as tendências deste inverno.

http://www.diariodeacessorios.com.br/tag/jeito-de-amarrar/

COURO E INVERNO: dupla chiquérrima!

Com a chegada dos dias frios e úmidos, logo nos vemos procurando por casacos e jaquetas de couro, sem falar nas botas que nos esperam pacientemente durante o verão. Essas peças que ficaram mais de 6 meses sem ver a luz do sol precisam de alguns cuidadinhos antes de figurar magnânimas em nossas produções. Tire suas peças de couro do armário e deixe-as respirar por um dia em local arejado e claro. Não exponha diretamente ao sol, pois o couro é uma pele natural, sujeita a manchas assim como a nossa pele. Para as peças de couro liso, depois de arejadas, passe um pano seco (pano de pó é ótimo), a fim de tirar o pó acumulado – além de limpar, vai devolver o brilho natural da peça. Se nessa operação você perceber machas, umedeça um pano limpo sem felpa (sem fiapos) e passe na mancha. Deixe novamente secar em local arejado e passe o pano seco novamente em toda peça. Se a mancha persistir, a única coisa que você pode tentar fazer em casa, sem causar danos à peça, é diluir um pouco de sabão neutro líquido ou xampu de bebês, em um pouco de água e esfregar gentilmente na mancha. Depois, tire o sabão com um pano úmido apenas com água. Se ainda assim a mancha não sair, leve sua peça em uma lavanderia especializada em couros. Se o couro estiver ressecado, aplique vaselina liquida – derrame um pouco de vaselina em um pano limpo e seco, sem encharcar e passe de maneira homogênea por toda peça. Não se prenda em um único pedaço, assim você evita manchas ou diferenças de brilho e textura.

Para camurças e nobuck, depois de arejadas, as peças devem se escovadas com escovas de metal ou com cerdas duras, sempre na mesma direção; não use pano úmido e nenhum produto químico. Para esses materiais, aconselhamos levar em lavanderias especializadas para se tirar manchas, devido à dificuldade de se manter a peça homogênea, sem danos localizados.

Lembre-se sempre que o couro é uma pele natural, que possui poros e requer todos os cuidados que a nossa pele precisa – contato com o ar, hidratação, proteção contra produtos químicos e contra o sol. Por isso precisa de uma atenção especial quando usado –  certifique-se de que todas as peças possuam forro – o contato direto com o suor da pele que é gorduroso, provoca manchas difíceis de serem removidas. Na falta de forro, use camisetas e meias como opção. Se você tomar chuva com seu casaco, bota ou bolsa, não se desespere – ao chegar em casa, passe um pano absorvente por toda a peça e deixe-a secar em local arejado. Evite opções artificiais como secadores de cabelo ou secadoras de roupa – o ar natural e um dia de descanso resolverão o problema. Se a chuva tiver sido muito violenta, você pode colocar a peça no sol, por pouco tempo, coberta com um lençol para protegê-la. Nunca guarde uma peça de couro úmida em seu armário. Também não guarde em capas ou sacos plásticos que impedem a respiração: prefira o TNT ou deixe-os ao natural. Você pode guardar casacos e jaquetas do avesso, desde que em cabides revestidos, para não marcar o couro. Também evite dobrar o couro, pois as dobraduras podem marcar a peça definitivamente. No caso de bolsas, guarde-as na vertical, se possível com enchimento interno. Se você precisar passar uma peça de couro faça-o com muito cuidado, com ferro morno e com um tecido de proteção.

O mercado oferece produtos prontos para a limpeza e conservação de couro, camurça, napa e outros materiais naturais – se optar por eles, leia muito bem as instruções ou converse com o fabricante, pois o uso incorreto pode causar danos irreversíveis à peça. E na dúvida de como cuidar de sua peça, procure as lavanderias especializadas – apesar do custo mais alto, vale o investimento em uma peça que faz a diferença no visual do dia a dia, não acha?